LASIK com laser femtosegundo é melhor do que com lâmina?

Na técnica LASIK é necessária a confecção de um flap corneano antes da aplicação do laser que corrige o grau.

Desde 1995, quando a cirurgia LASIK foi aprovada pelo FDA, o microcerátomo - uma espécie de lâmina muito fina - é usado para a criação do flap, manualmente.

Atualmente, com o avanço da tecnologia, o corte da lamela pode ser realizado com auxílio do femtosegundo, possibilitando uma cirurgia 100% a laser, nomeada de i-LASIK.

O microcerátomo tem sido usado todos esses anos com comprovadas eficácia e segurança. As complicações são raras, mas a confecção manual pode implicar em irregularidade do flap, descentralização ou remoção completa do tecido, por exemplo.

Quando utilizamos o laser de femtosegundo, alcançamos uma precisão ainda maior na espessura, formato e centralização da lamela, agregando previsibilidade e segurança ao tratamento, o que resulta em melhor qualidade de visão.

É neste cenário que, a cada dia, mais oftalmologistas tem optado por indicar o i-LASIK, deixando o uso do microcerátomo obsoleto.

Mesmo o LASIK sendo o procedimento mais utilizado para correção de grau, vale lembrar nem todos olhos são candidatos à cirurgia. Você já fez uma avaliação oftalmológica para saber se é candidato?

Dra. Camilla Totti
CRM: 157.986

Conheça a Doutora
Marque sua consulta